Exemplo de Crowdfunding Imobiliário

Exemplo de Crowdfunding Imobiliário

Exemplo de crowdfunding imobiliário

Digamos que você esteja interessado em investir em imóveis em Chicago. Historicamente, você teria que comprar a propriedade diretamente, alugá-la e talvez vendê-la posteriormente. Assumindo um valor de propriedade de US$100.000, isso exigiria quantias significativas de dinheiro, sem falar no tempo e no conhecimento necessários para administrá-la. Isso tudo equivale a níveis significativos de risco.

Por meio do crowdfunding imobiliário, você se junta a outras pessoas e investe o que puder na propriedade. As oportunidades oferecidas provavelmente serão gerenciadas por profissionais do setor imobiliário, o que significa que você não precisa se preocupar com reparos, encontrar inquilinos ou cobrar aluguel. Este é um dos vários benefícios do crowdfunding imobiliário.

Você decide investir US$10.000 em uma propriedade com crowdfund de US$100.000. Isso significa que tecnicamente você possui 10% da propriedade. Se gerar um rendimento líquido de aluguel de 6%, são US$6.000 ao longo do ano, dos quais 10% – US$600 – chegam até você.

Digamos que a propriedade seja vendida 4 anos depois por US$120.000. Isso representa um aumento de capital de 20% – US$20.000 no total, dos quais 10% é seu.

Seus US$10.000 originais geraram US$4.400 de lucro – ou seja, US$2.400 de rendimentos de aluguel (4 x US$600) mais US$2.000 de aumento de capital. Seu investimento gerou um rendimento total de 44% ou um rendimento anualizado de 11%.

O investimento está associado a riscos, incluindo a perda de capital e a falta de liquidez. Leia nossa Advertência de Riscos antes de investir.