Investimento imobiliário – como lucrar com a inflação

Notícias > Artigo do Blog > Investimento imobiliário – como lucrar com …

A inflação está aumentando em todo o mundo. Graças à globalização, baixas taxas de juros e avanços tecnológicos, as famílias desfrutaram de anos de condições financeiras favoráveis. Entretanto, impulsionados pelos estímulos econômicos da época de pandemia e pelos conflitos geopolíticos, os preços voltaram a subir devido à forte demanda do consumidor e à oferta reduzida. E longe de um choque inflacionário transitório, parece que este nível de inflação pode estar aqui para ficar por alguns anos.

Com a escassez de semicondutores que pode durar até 2024 e os preços de energia e alimentos que, segundo o Banco Mundial, podem permanecer mais altos pelos anos vindouros, parece que talvez precisemos nos preparar para conviver com preços mais altos no longo prazo. Em economias em desenvolvimento como a América Latina (onde a inflação já atingiu o pico de 15 anos), essas pressões estão tendo um efeito prejudicial sobre as famílias de baixa renda.

À medida que a poupança e os ativos de renda fixa são corroídos pelos preços em alta, pode ser fácil concluir que a inflação é devastadora para os investidores – mas será que esse é realmente o caso?

Nem todos os ativos sofrem durante a inflação

A inflação não afeta todos os ativos e classes de investimento igualmente. O aumento das taxas de juros e dos preços gerais pode ser prejudicial para a poupança pessoal e títulos de dívida de taxa fixa, mas a inflação pode ter um impacto benéfico sobre outros investimentos. Ativos reais, como ouro, há muito são favorecidos entre investidores experientes por sua capacidade de mitigar o pior de um aumento da inflação.

O setor imobiliário é outro refúgio de ativos reais para investidores que buscam armazenar valor. À medida que os custos dos materiais aumentam, espera-se que os custos de construção de novas casas também aumentem. Esses custos geralmente são repassados aos compradores e locatários na forma de aluguéis mais caros, resultando em melhores retornos para os investidores imobiliários.

Aqueles com uma carteira diversificada, abrangendo determinados ativos reais, podem ter mitigado o aumento mais acentuado dos preços. Tal como acontece com esses tipos de investimentos, um aumento na inflação também leva a um aumento no valor dos ativos subjacentes.

Uma carteira diversificada é fundamental para cobrir potencialmente os custos, ou mesmo lucrar, com a inflação. Entretanto, é importante ter em conta que a diversificação não garante retornos nem oferece proteção absoluta contra possíveis perdas. Então, qual a melhor forma de os investidores procurarem transformar a inflação em uma oportunidade?

Realizando os investimentos passivos e ativos certos

Dependendo de suas ambições financeiras, os investidores podem querer escolher investimentos mais ativos ou passivos. Os investimentos ativos exigem que os investidores adotem uma abordagem com mais envolvimento, geralmente por meio de um gestor de carteira, com o objetivo de garantir retornos melhores que as médias do mercado de ações.

Sob essa abordagem, os gestores de carteira realizarão análises muito mais extensas antes de decidir o que investir e o momento certo para isso. Embora o investimento ativo possa ser um pouco mais arriscado, essa estratégia oferece uma gama mais ampla de investimentos para escolher, como títulos, ações, fundos mútuos e até mesmo shorts.

O investimento passivo é menos sobre superar índices e mais sobre fazer investimentos seguros. Como os investidores passivos estão apenas procurando corresponder ao que o resto do mercado está fazendo, é uma abordagem com menos envolvimento, o que significa que é uma opção mais segura para pessoas que estão investindo suas economias de aposentadoria ou estão mais preocupadas em alcançar metas financeiras em vez de acumular lucros consideráveis.

Investimentos passivos comuns geralmente podem ser ações de dividendos ou ações de fundos de índice ou ETFs. Eles normalmente procuram rastrear certos índices, tornando os investimentos passivos que se valorizam durante os períodos de inflação uma ótima maneira de armazenar valor.

A forma como os investidores equilibram seus investimentos ativos e passivos depende do que eles procuram alcançar, mas montar uma carteira diversificada que gere valor em tempos de inflação certamente requer uma compreensão de ambos.

Imóveis como geradores de renda passiva

Historicamente, o investimento passivo gera renda estável, tornando-se uma estratégia mais favorável para quem deseja alcançar seus objetivos financeiros. Portanto, para investidores que buscam gerar fluxos de prazo mais longo, o setor imobiliário é uma das melhores áreas para se investir.

Como mencionado acima, os valores dos imóveis aumentam junto com a inflação, tornando o investimento imobiliário uma das melhores maneiras de lucrar com o aumento inflacionário. Além disso, em economias onde há escassez de moradias populares (como os EUA), a demanda por imóveis para aluguel está disparando, levando a aumentos nos preços dos aluguéis. Portanto, o imóvel certo pode não só ser uma boa maneira de armazenar valor, como pode dar lucro também.

O setor imobiliário também oferece boas perspectivas de longo prazo para ambos os tipos de investidor. Como a demanda por imóveis supera a oferta, os inquilinos se apressam para garantir contratos mais longos, dando aos investidores uma fonte confiável de renda passiva que aumenta com a inflação.

A diversificação é fundamental

À medida que a inflação aumenta, os investidores com rendimentos de renda fixa decrescentes podem considerar retirar totalmente seus investimentos, acreditando que a inflação é um contrapeso aos lucros. No entanto, enquanto certos ativos sofrem, outros se beneficiam. Ao investir nos ativos de alto rendimento certos, como os imóveis, os investidores podem cobrir grande parte do custo da inflação. Ao não investir nada, a inflação continuará corroendo o poder de compra das pessoas. Como um gerador passivo de renda, o setor imobiliário é uma parte importante de qualquer carteira de investimentos diversificada.

Na Bricksave, damos às pessoas a oportunidade de investir em imóveis globais a partir de US$ 1.000,00. As propriedades Bricksave são compradas de forma definitiva, eliminando o risco de dívida do seu investimento. Leva apenas alguns minutos para investir em uma propriedade e começar a gerar uma importante renda passiva que pode ajudar a cobrir os custos da inflação. Saiba mais sobre como investir com a Bricksafe aqui.

Bricksave Admin
Bricksave Team

Maio 24, 2022

Artigos relacionados

Investimento imobiliário x criptomoedas
Junho 28, 2022

Investimento imobiliário x criptomoedas

Diante de uma economia estagnada, prejudicada pela pandemia de covid-19, duas opções de investimento continuam se destacando como oportunidades viáveis e potencialmente frutíferas: imóveis e criptomoedas. É claro que, embora …

Crescimento composto – a chave para uma carteira poderosa
Junho 10, 2022

Crescimento composto – a chave para uma carteira poderosa

As quedas de mercado causadas por uma combinação da pandemia de coronavírus, inflação crescente e custo de vida altíssimo – amplificada pela invasão da Ucrânia pela Rússia – significam que …

O que é fintech?
Maio 06, 2022

O que é fintech?

A tecnologia financeira, mais conhecida como fintech, está revolucionando o mundo dos serviços financeiros (FS). Mas o que é isso, exatamente? Elaboramos um guia rápido com informações necessárias sobre tudo …

Imóveis disponíveis

O investimento está associado a riscos, incluindo a perda de capital e a falta de liquidez. Leia nossa Advertência de Riscos antes de investir.