Capacitação > Notícias

O que o crowdfunding imobiliário pode fazer contra a inequidade na América Latina

Nov 17, 2016

Em 2014, o Foro Económico Mundial detalhou o incremento da inequidade como um dos problemas com maior potencial de dano no mundo. Oxfam recentemente detalhou que as 85 pessoas mais ricas do planeta tem uma riqueza acumulada equivalente a aquela dos 3,5 bilhões mais pobres –quase a metade da população mundial. No seu livro Capital no Século XXI, o economista Thomas Piketty sinala que o PIB está atualmente sendo ultrapassado pelo retorno do capital, indicando que a economia atual funciona numa maneira que só faz com que os ricos sejam mais ricos.

Ainda mais preocupante é o fato de que numa economia global cheia de inequidades, América Latina foi nomeada como a região mais desigual do mundo pelo Foro Económico Mundial. As cifras detalham que em 2014, o 10% mais rico da América Latina representou mais de 70% da riqueza da região; Oxfam inclusive sugeriu que essa proporção vai incrementar para 1% contra 99% nos próximos seis anos se nada é feito logo.

É importante remarcar que uma das maiores fontes de grandes ganhos para os que já são ricos é o retorno em capital de investimentos-como mencionamos antes, está inclusive ultrapassando o PIB. O problema com isso é que as formas mais lucrativas de investimento estão frequentemente restritas a aqueles que já têm o capital para investir; em outras palavras, um dos melhores métodos de acumular riqueza esta disponível só para os ricos, resultando num incremento da sua riqueza enquanto os pobres, e inclusive a classe média, fica pobre.

Contudo, a través do crowdfunding imobiliário temos a oportunidade de começar um movimento contra esses modelos consolidados e permitir a um leque mais diverso de pessoas entrar no mundo dos investimentos. A internet é o impulsor desse movimento, com o crowdfunding sendo a ponta de lança da operação. A recente aprovação da Lei US JOBS ACT nos EUA permite a investidores não certificados participar de crowdfunding de capital; legislação desse tipo, combinada com a crescente popularidade do crowdfunding como modelo, cria a chance de obter ganhos de capital está agora aberta para mais pessoas que nunca antes, fornecendo assim uma chance para diminuir a desigualdade económica.

Outro acontecimento nessa história e o surgimento do crowdfunding imobiliário. Investir em imóveis é uma forma muito mais estável de obter retornos, vendo como o mercado imobiliário se mantém sólido, enquanto o mercado de ações é volátil e os investimentos em startups sempre foi uma estratégia de altíssimo risco. Novamente, o mercado imobiliário era um entorno estritamente habitado por pessoas de alto nível de capital, mas o crowdfunding imobiliário está baseado em pessoas que investem montantes muito menores, abrindo assim possibilidades para todos. Também brinda a esses novos investidores acesso a informações e experiência que antes eram controladas por pessoas do círculo fechado.

Para a América Latina, esse desenvolvimento no mercado imobiliário é significativo. A natureza online do crowdfunding imobiliário implica que os investidores podem fazer investimentos em USD, e evitar assim as turbulências das moedas locais. Sendo online também oferece a oportunidade para os investidores da América Latina de realizar investimentos em imóveis em qualquer parte do mundo-por exemplo, em locações com maior estabilidade económica. Os imóveis, claro, som um ativo, os tijolos e argamassa reais, e como tal brinda aos crowdfunders da região a oportunidade de ganhos estáveis de longo prazo que serão acumulados durante o tempo, especialmente quando são utilizadas moedas estáveis que estão por cima das atualmente baixas taxas de juros.

Então, o que o crowdfunding imobiliário pode fazer é empoderar uma nova geração de investidores latino-americanos com a oportunidade de incrementar a sua riqueza utilizando estratégicas de investimentos imobiliários de longo prazo. Ao mesmo tempo, o crowdfunding imobiliário tira imóveis das mãos dos investidores profissionais habituais, ajudando a reduzir o risco de um monopólio, um problema proeminente na América Latina. Espera-se que mais e mais pessoas vão recorrer ao crowdfunding para iniciar o impulso para reduzir a inequidade de ingressos que existe na região. Massolution prediz que o crowdfunding vai ultrapassar o capital de risco tradicional em 2016: as perspectivas são boas e nós na Bricksave estamos orgulhosos de ser parte desse novo movimento de investimentos.

 

por Bricksave CEO, Tom de Lucy

Propriedades atuais

Apto. 306, The Club em Bay Harbor, Miami

Apto. 306, The Club em Bay Harbor, Miami


Miami, United States of America


Retorno anual estimado* 12,36%

Duração do investimento 4 anos


58% Financiado US$ 357.327

Target US$ 612.033


The Chatsworth, Nova York

The Chatsworth, Nova York


New York, United States of America


Retorno anual médio estimado*7,14%

Total investidoUS$ 0

 


0% Financiado US$ 0

Target US$ 692.521


Invista a partir de US$ 2.500
Apto. 7o2A, Corsega 60, Barcelona

Apto. 7o2A, Corsega 60, Barcelona


Barcelona, Espanha


Retorno anual médio estimado*9,78%

Total investido€ 0

 


0% Financiado € 0

Target € 432.600


Saiba mais

Seja o primeiro a saber sobre novos lançamentos de propriedades assim que ficarem disponíveis.

*Este valor é aproximado e não deve ser considerado um valor garantido. O montante de seus investimentos pode aumentar ou também diminuir. O prazo máximo de compromisso de seu investimento é de 4 anos.

Empresas associadas