Detroit

Michigan

Detroit é a maior e mais populosa cidade do estado de Michigan e a segunda maior área metropolitana do Meio-Oeste depois de Chicago. Detroit tem 639.111 residentes e é a 27ª cidade mais habitada dos Estados Unidos. A cidade de Detroit possui uma área total de 142,87 milhas quadradas, das quais 138,75 milhas quadradas são terra e 4,12 milhas quadradas são água. O Detroit River International Wildlife Refuge é a única reserva internacional de vida selvagem na América do Norte e tem uma localização única no coração de uma grande área metropolitana. O Refúgio inclui ilhas, manguezais, pântanos, bancos de areia e terras ribeirinhas ao longo de 48 milhas do Rio Detroit e da costa oeste do Lago Erie.

Detroit é a cidade que conecta os Estados Unidos ao Canadá por meio da Ambassador Bridge e do Detroit-Windsor Tunnel, que conecta Windsor, Ontário e Detroit. Detroit fica a apenas 1,75 milhas de uma distância em aço e concreto do Canadá e a menos de 4 horas de carro de Toronto. De acordo com um estudo da Associação de Transporte de Fronteiras, uma estatística revelou que a produção anual de USD 13 bilhões depende da travessia da fronteira internacional Detroit-Windsor.

O custo de vida em Detroit é 32% mais barato que em Los Angeles e 45% mais barato em comparação a Nova York, o que torna Detroit uma das cidades mais acessíveis para se viver. Detroit foi classificada pela Forbes como um dos melhores lugares para fazer negócios e carreiras nos Estados Unidos, uma cidade que abriga uma variedade de empresas em tecnologias emergentes, tais como nanotecnologia e o desenvolvimento de células de combustível de hidrogênio. O número de millennials em Detroit está aumentando de forma constante e, de acordo com a Câmara de Comércio de Detroit, a área metropolitana de Detroit teve o segundo maior crescimento entre cidades semelhantes para pessoas entre 24 e 35 anos na década anterior, ocupando o segundo lugar entre cidades similares em geral. A geração do milênio é atraída por Detroit por seu baixo custo de vida, aluguéis acessíveis e bairros mais dinâmicos.

Visite nossos imóveis em Detroit

Você sabia que?

  • O Belle Isle Park de Detroit é o maior parque urbano em uma ilha do país, com quase 1.000 acres de tamanho, inaugurado na década de 1880.
  • Foram produzidos mais de 70 filmes de longa metragem e uma dezena de programas de televisão em Detroit.
  • Detroit é o segundo maior distrito teatral do país depois de Nova York. Detroit possui 30.000 poltronas de teatro e quase três dezenas de teatros.

Detroit em números

670,000
População
4.5%
Taxa de desemprego
US$237Bn
PIB
US$18,621
Ingresso per capita

Uma visão geral de Detroit

A cidade de Detroit é a segunda maior economia regional do Meio-Oeste, atrás de Chicago e à frente de Minneapolis-Saint Paul, e a décima terceira maior dos Estados Unidos. Detroit é o lugar de nascimento da indústria automotriz e de Motown. É o centro da indústria automobilística dos Estados Unidos e as montadoras chamadas de "As Três Grandes" - General Motors, Ford e Stellantis - estão todas localizadas na área metropolitana de Detroit. Desde 2007, a área metropolitana de Detroit é a região exportadora número um entre 310 áreas metropolitanas definidas nos Estados Unidos. Várias grandes corporações estão sediadas na cidade, incluindo 27 empresas Fortune 500 sediadas em Michigan, sendo que 17 delas estão sediadas em Detroit. Os principais setores da indústria em Detroit são de fabricação, principalmente automotiva, e também os setores financeiro, de tecnologia e de saúde.

Detroit é um importante centro cultural e é conhecida por suas contribuições à música, à arte, à arquitetura e ao design, junto com sua história automotiva. Em 2015, Detroit foi nomeada "Cidade do Design" pela UNESCO, a primeira cidade dos Estados Unidos a receber essa designação. O Instituto de Artes de Detroit (DIA, por sua sigla em inglês), localizado em Midtown Detroit, possui uma das maiores e mais importantes coleções de arte dos Estados Unidos. A cultura diversificada de Detroit é influenciada local e internacionalmente, de forma espacial na música, com a cidade dando origem aos gêneros Motown e tecno e desempenhando um papel importante no desenvolvimento do jazz, hip-hop, rock e punk.

Com mais de 16 milhões de visitantes por ano, Detroit ficou em segundo lugar na lista anual da Lonely Planet para os principais destinos de viagens no mundo, em 2018. O turismo na área metropolitana de Detroit, Michigan, é um importante setor para a cultura da região e um pilar importante de seu crescimento econômico. A cidade de Detroit tem três passagens de fronteira internacionais: a Ambassador Bridge, o Detroit-Windsor Tunnel e o Michigan Central Rail Tunnel, que liga Detroit a Windsor, Ontário.

Alguns dos monumentos mais famosos da cidade de Detroit incluem o Monumento a Joe Louis, o Monumento ao Legado do Trabalho de Michigan, o Monumento aos Soldados e Marinheiros de Michigan, o Memorial da Ferrovia Subterrânea Internacional e a Estátua da Espera. O Detroit Windsor Tunnel é o primeiro túnel de tráfego de duas nações que conecta as cidades de Detroit, Michigan, Estados Unidos, e Windsor, Ontário, Canadá. Além disso, Detroit tem a Ambassador Bridge, uma ponte pênsil internacional com pedágio sobre o rio Detroit que conecta as duas cidades. Essa ponte é a passagem fronteiriça mais transitada da América do Norte.

Detroit é uma cidade com muitos parques e atrações naturais. De acordo ao Trust for Public Land, 80 por cento dos habitantes de Detroit tem fácil acesso a um parque a 10 minutos a pé, desde suas casas. O Rouge Park é o maior parque de Detroit, e está localizado a dez milhas do centro de Detroit. Cobre 1.184 acres quando comparado à Belle Isle, a segunda maior área verde de Detroit que possui 982 acres; o Central Park de Nova York possui 843.

Arquitetura

A arquitetura de Detroit exibe uma ampla variedade de estilos arquitetônicos e ostenta um dos perfis mais conhecidos do mundo, com atividades significativas em design urbano, preservação histórica e arquitetura. A cidade de Detroit possui uma das maiores coleções de edifícios do final do século 19 e início do século 20 nos Estados Unidos e inclui muitos dos arranha-céus e edifícios de Detroit como alguns dos monumentos mais ameaçados dos Estados Unidos.

Embora as áreas do centro e o novo centro da cidade contenham altos edifícios, a maior parte da cidade ao redor consiste em prédios baixos e residências unifamiliares. Os bairros afastados possuem uma imponente arquitetura contemporânea e vários imóveis históricos. Os bairros construídos antes da Segunda Guerra Mundial apresentam a arquitetura da época, com casas de tijolos e madeira em bairros de classe trabalhadora, casas de tijolos maiores em bairros de classe média e as mansões ornamentadas dos bairros de classe alta.

                                                                                                                                                

Muitos jovens profissionais escolhem Detroit para se juntar ao boom comercial e ao renascimento da cidade, escapando dos custos exorbitantes das áreas costeiras. O grupo de Habitação, Planejamento e Desenvolvimento de Detroit se concentrou em investir nos bairros que circundam a cidade e não apenas em suas áreas turísticas do centro. Este projeto de revitalização inclui a renovação de muitas casas e edifícios abandonados e o desenvolvimento de espaços comerciais a uma curta distância dos bairros.

Vários projetos de reabilitação do centro, dos quais o Parque Campus Martius é um dos mais notáveis, revitalizaram setores da cidade. O Detroit International Riverfront inclui uma passarela de três milhas e meia às margens do rio, parcialmente concluída com uma combinação de parques, edifícios residenciais e áreas comerciais. O centro abriga o segundo hotel mais alto de todos os Estados Unidos, e o Detroit Marriott no Renaissance Center era o hotel mais alto do país em dezembro de 2013.

Detroit tendências do mercado imobiliário

US$217,439
Valor médio da casa
8,799
Unidades residenciais vendidas em 2020
US$1,352
Aluguel médio mensal
5.7%
Taxa de vacância de aluguel

Mercado imobiliário

Os investidores imobiliários que procuram retornos acima do mercado, em um mercado de liquidez, têm uma opção única em Detroit. Os preços de compra em Detroit para uma casa unifamiliar são significativamente inferiores a USD 100.000, o que proporciona aos investidores de aluguel a oportunidade de desfrutar de retornos e fluxo de caixa significativos.

O valor médio de uma residência, em setembro de 2021, foi de USD 229.674, em comparação com os USD 508.297, em Nova York, e os USD 817.218 em Los Angeles. Isso permite que mais pessoas em Detroit comprem uma casa, já que as taxas de propriedade imobiliária em Detroit são de 71,8% em comparação com cerca de 50,9% em Los Angeles e Nova York. Com um aluguel médio mensal de USD 1.348 por mês e uma taxa de disponibilidade de aluguel de 5,7%, Detroit oferece um dos mercados de aluguel mais atraentes do país, proporcionando uma excelente oportunidade para investidores que buscam rendimentos por aluguel.

Apesar da pandemia do ano passado, o mercado imobiliário em Detroit continuou crescendo e os preços dos imóveis se mantiveram em um nível sólido. Embora a COVID-19 certamente tenha tido um forte impacto na economia da região, as taxas de juros permaneceram baixas e com uma continua demanda que supera a oferta de propriedades. Atraída pelos preços baixos em Detroit, a demanda por aluguéis para famílias está disparando e aumentou 19,1% desde o ano passado. O mercado de imóveis residenciais, em Detroit, cresceu durante a pandemia e os investidores imobiliários podem esperar um aumento constante nos próximos anos, à medida em que a demanda por residências continua superando a oferta. Além disso, a cidade de Detroit comprometeu-se a construir 12.000 unidades residenciais acessíveis para 2023. A expansão da construção de novas moradias acessíveis trará, no longo prazo, mais estabilidade ao mercado imobiliário de Detroit.

  • O aluguel médio mensal na cidade aumentou em 3% durante o último ano.
  • A taxa de disponibilidade de aluguéis, para Detroit, Illinois, foi de 5,7% em 2020.
  • O valor médio dos imóveis para residências unifamiliares, em Detroit, aumentou em 11,1% durante o último ano e em 9,8% durante os últimos 5 anos.
  • Prevê-se que o valor médio dos imóveis residenciais em Detroit aumente outros 11,7% até 2022.

Nossas propriedades em Detroit

88
Propriedades concluídas
US$6.889.615
Valor Investido
US$657.053
Previsão de retorno anual de aluguel
9,66%
Desempenho médio

O investimento está associado a riscos, incluindo a perda de capital e a falta de liquidez. Leia nossa Advertência de Riscos antes de investir.